Elephant Casino: Vintage e moderno

a3698485047_10

A sonoridade setentista de bandas como o Rainbow e que depois foi “modernizada” nos anos 80 por bandas como o Journey sempre foi algo que atraiu meus ouvidos. Foi assim que nesse universo cruzei com o Elephant Casino. A banda de nome bastante interessante assina seu som direto de Contagem/MG e é formada por Fabricio Araújo (vocais), Rafael Fajardo (guitarra), Vinicius Silveira (baixo) e Diego Sans (bateria).

O EP de estreia da banda, Believe (2016), não faz vergonha ao mais exigente fã de rock progressivo e hard rock. A faixa-título, Believe, já abre os trabalhos da melhor forma possível. Os vocais se destacam pelo seu “drive”, o que somado à pouca saturação da guitarra, deixam a música com toda aquela cara oitentista. A banda também explora seu lado mais melódico com Stardust. A melodia remete a uma verdadeira viagem pelo espaço.

O hard rock fica muito bem representado em Return. Curti muito a letra da música, é algo que vale a pena ser conferido. A mensagem que ela passa é que de fato não podemos voltar ao passado, devendo viver com nossos erros. Abrindo um parênteses aqui na resenha, o que faz a vida fluir são os erros, porque eles nos mudam e essa mudança é o que move a vida. Voltando à música, achei o trabalho mais poético do EP. Essa música mostrou como o rock pode expressar sentimentos. O EP é encerrado com The Haze, com sua entonação progressiva. Não sei se entendi a música errada ou não, mas achei ela bem dentro da linha mais moderna do Rush — aquela sonoridade misturando peso, velocidade e partes melódicas. Os riffs dela, além de lembrar a linha do Clockwork Angels (2012), do já citado Rush, possui ainda aquela característica do hard rock; por exemplo, do Cinderella. Algo que destaco nessa música ainda — assim como em Return — é o refrão. Eles se enquadram muito bem dentro da proposta da música e fixam na nossa cabeça.

O Elephant Casino apresenta muito bem a sonoridade que pretende adotar e utiliza bem o EP Believe (2016) para expor a sua marca. As músicas mesclam muito bem os elementos de hard rock e progressivo em um universo moderno. Não lembro de ter escutado algo aqui no Brasil desse tipo, espero ouvir mais do trabalho deles no futuro e ver o que vem pela frente.

#Tracklist:
1.Believe
2.Stardust
3.Return
4.The Haze



Comentários estão desabilitados no momento.